Número total de visualizações de página

06 novembro, 2007

UNIMEIO:

As Razões Éticas da Preservação

“O derradeiro desafio das acções para manter as condições de vida sobre a Terra, somente será aceito pelos espíritos nobres. Os gananciosos, os fracos e covardes, encontrarão desculpas para continuar se omitindo.”
Viver num ambiente ecologicamente equilibrado é um direito inalienável e uma necessidade imperiosa de todos.
Vivemos um momento crítico para a Terra, na qual a preocupação com o ambiente natural e com o próprio homem tomou proporções mundiais. Por isso, proteger o patrimônio ambiental é dever de toda a sociedade planetária.

Prof. Jornalista Antonio Paulo Estrázulas
Diretor Presidente da UNIMEIO – Brasil

O alerta inicial sobre a necessidade de um desenvolvimento sustentável teve seu início oficial com a Conferência de Estocolmo sobre o Meio Ambiente Humano de 1972. Decorridos 20 anos, aconteceu a Conferência do Rio de Janeiro, ambas patrocinadas pela ONU. Os dois eventos, definiram – para a esfera planetária - o princípio fundamental da solidariedade entre as nações, povos e grupos humanos da mesma geração, bem como solidariedade entre a geração actual e as futuras.


Por essa razão, a geração do presente tem o dever fundamental de garantir às futuras gerações uma qualidade integral de vida pelo menos igual à que ela desfruta hoje. Mas o chamado “dever” de preservar para as gerações vindouras, obviamente passa por uma reestruturação completa do Planeta, em termos de ambiente natural. Passa também, e, principalmente, por reciclar idéias e atitudes da sociedade. Por isto há necessidade imperiosa de se pôr em prática uma eficaz política de desenvolvimento sustentável. E essa globalização no sentido mais amplo é que nos chama para um grande desafio:

proteger a biodiversidade, recuperar os ecossistemas degradados e principalmente, direcionar acções éticas em favor da humanidade excluída, vítima da voraz desigualdade social.


A definição ética exige de todos nós que o ser humano deve ser, sempre, o foco principal das atenções, programas e acções conservacionistas em âmbito planetário. A cooperação sem fronteiras é o mais sensato que almejamos. A troca de experiências e saberes deve nortear nossas ações, se é que realmente desejamos legar para as gerações do futuro, um planeta para se viver com dignidade.


A degradação ambiental está cada vez mais acentuada e isso nos levará a grandes catástrofes em todo o Planeta. Será a qualquer momento e em qualquer lugar. Sem aviso prévio. Ninguém está imune. Precisamos agir com urgência em defesa das condições de vida na Terra e da dignidade humana de existir. O que fizermos a partir de agora e pelos próximos 20 anos é que nos dirá se lograremos ou não salvar a Terra e redimir a humanidade excluída. Por isso, as acções necessárias a protecção da biodiversidade e ao resgate da cidadania plena a todos os homens, precisam ser fundamentadas na premissa de Preservação da Integridade Ambiental Colectiva.

Postulamos que tanto a academia e a escola, quanto o poder público, os sectores produtivos e a sociedade, precisam revisar seus conceitos reguladores e incluírem em suas orientações, saberes e acções, os preceitos éticos de uma nova cidadania integralmente responsável.

Para criar projectos, programas e acções éticas em favor da continuidade da vida sobre a Terra e valorizar o homem como um ser social, um grupo de cientistas, professores, profissionais e estudantes, criou a UNIMEIO – Universidade Livre do Meio Ambiente, em Santa Maria, RS, Brasil.

A nossa proposta visa envolver todos os segmentos da sociedade nas discussões sobre as questões ambientais e problemas sócio-ambientais, na busca incessante de sanar suas deficiências. E isto será feito através de execução do Projeto “O GRANDE RESGATE”, com o qual definimos objectivos, acções e propostas de preservação da biodiversidade e valorização dos grupos humanos.

O nosso projecto de gestão ambiental integral, contempla os múltiplos aspectos do que se pode denominar: as expectativas, parâmetros e necessidades da futura sociedade verde. Base a isto, estamos movimentando uma equipe qualificada de cientistas, professores e colaboradores, que assumiram a responsabilidade em levar avante a nossa proposta.

Saudações Ambientais

Prof. Antonio Paulo Estrázulas

........................................

A partir de hoje, e, semanalmente estaremos neste espaço, em parceria com a autora deste blog, professora Fátima Lina Pamplona Silva, para apresentarmos nossas considerações e argumentações científicas visando despertar ainda outras consciências para a necessidade que temos de lutar pela vida na Terra.

Para qualquer questionamento, por gentileza contacte connosco.
O Brasil não está distante e nós estamos exactamente a um clic do seu PC.
Nos próximos dias, nossa página estará na Internet – acesse: www.unimeio.org
Nosso e-mail: unimeo@gmail.com - tels. 55-3304-1252 ou 3304-1253



1 comentário:

Desambientado disse...

Um regresso muito pertinente.