Número total de visualizações de página

28 março, 2006

A Ternura Manifesta!

numa presença

num gesto

Mas... em apenas uns minutos,

o assasino rouba-lhe a vida

mancha de sangue a sua humanidade

semeia o desespero

a sua marca jamais se apagará

do seu olhar

---------------------------------------------

Minha terra sofre tanto
Ar, água, homens e animais
Um dia é afogada num pranto
E será, talvez, tarde de mais

Mas as consciências impolutas
Já não podem suportar mais
Se congregarmos todas as lutas
Não cederemos nunca, jamais

Podem a Terra inteira destruir
Podem eliminá-la da existência
Que enquanto a energia fluir
De vida una haverá consciência

José António

Post inspirado e associado à campanha de: The Rainbow Warrior
Este blog associa-se ao blog Ilhas para repudiar o processo adoptado de abate de cães vadios na ilha da Graciosa a tiro de caçadeira.
Atirar a matar desde que se aviste um vadio!
yunus.hacettepe.edu.tr/ ~bbm861/images/seal.jpg

64 comentários:

ilhas disse...

este post faz-me estremecer! O pior é que aqui ao lado, graciosa, estão a mandar a policia atirar a matar nos c~es vadios... Onde é que estamos pior? estou todo arrepiado. Uns matam em favor do lucro fácil outros para pouparem uns miseros euros. Coloquei um post a propósito do assunto.. abraços

Isabel José António disse...

Cara Fátima,

Uns são ignorantes e matam, apenas por "prazer". Outros são tão "mauzinhos" que matam por ganância, dinheiro de lucrar falcilmente com o lado mais fraco da história. Outros chegam a por a miséria a render.

São tudo manifestações do eu inferior do homem, perdido dos valores, cego pela indiferença, julgando estar separado de tudo e de todos.

Uns são querer, outros por querer, fazem acções que todas elas somadas contribuem para o "mau ambiente" que polui a terra.

É que antes de ela (a Terra) começar a ficar poluída (o ar, a água, os terrenos) é a mente do homem que está poluída, desordenada e caótica.

Minha terra sofre tanto
Ar, água, homens e animais
Um dia é afogada num pranto
E será, talvez, tarde de mais

Mas as consciências impolutas
Já não podem suportar mais
Se congregarmos todas as lutas
Não cederemos nunca, jamais

Podem a Terra inteira destruir
Podem eliminá-la da existência
Que enquanto a energia fluir
De vida una haverá consciência

Muitos beijinhos

José António

aprendiz de viajante disse...

è muito interessante ver a blogosfera lutar pela defesa dos direitos dos animais...

Este post está muito bem feito.
Logo que possa também vou-me juntar nesta cadeia!

Um bjo e obrigada pela tua presença no meu blog. Desculpa não vir mais cedo, mas estou com muito trabalho e pouco tempo para navegar neste mundo virtual.

Um bjinho

LFaustino disse...

...a revolta que me envolve, ao ver estas imagens, torna o meu pensamento numa furia assassina...matar à paulada todo o homem que pratica qualquer acto selvagem em animais...

Fátima Silva disse...

Ilhas (Luis).
Também fico muito arrepiada com tudo isto. Todas as acções dos homens são em função de si próprio e não em função da vida pura e simples. Tem sido sempre assim ao longo da história. Mas, cada vez há mais pessoas que têm-se rebelado e isso pelo menos já é alguma coisa.
Quanto ao que está acontecer na Graciosa é lamentável. Vou pôr um link para o teu blog a alertar os visitantes. É por uma causa justa.
Obrigada pelo teu contributo e apoio.

Fátima Silva disse...

José António.
O poema é espectacular, juntei-o ao post e ficou muito bom. As palavras saem-te tal como água da nascente cristalinas e frescas... sacia-nos a sede.
Com efeito, o homem é um ser com inteligência e bom senso, mas nem sempre age como tal. Concordo contigo que é uma questão do eu inferior, sim em estádio retardado de desenvolvimento.
Muito obrigada pelo teu sempre excelente contributo para este debate.

Fátima Silva disse...

Wicca.
Bem-vinda. Todos andamos muito emocionados e revoltados com a abertura da caça às focas. Sensibilizamo-nos tanto devido à forma como são espancadas e torturadas até à morte (inclui um processo, infelizmente adoptado com outros animais, extracção da pele mesmo antes do animal morrer). Penso que não se pode consentir com actos destes, claramente selvagens.
Volta sempre.

Fátima Silva disse...

Ifaustino.
Bem-vindo a este blog. Se os matassemos à paulada ficaríamos igual a eles. Não achas?
A revolta que se sente é imensa e faz-nos pensar em situações extremas. O caminho é outro, urdido com paciência e muito sentido de oportunidade. A união faz a força e se positiva sempre move uma montanha.
Muito obrigada pela presença e comentário.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Li alguns comentários aqui e sinceramente, acho que todos que matam com a rotina e frieza que sabemos, o fazem por serem desprezíveis e nojetos!!! Pessoas asquerosas e repugnates e a mim pouco importa que tenham ou não um tantinho mais de informção ou se tal ato seja derivado da necessidade, pois há certamente muitas outras coisas mais dignas a serem feitas que garantem a sobrevivência e fico aqui com meus botões, pensando que tipo de família possui um homem desses, que se vale de um pedaço de pau com um ferro na ponta, para massacrar animais maravilhosos e que nada fazem para prejudicar ninguém. São lindos, carinhosos e mansinhos... Que mulher poderá deitar-se com um monstro desses??? Que tipo de carinho é possível dar a um homem desses??? O que esse ser cruel diz aos filhos, quando volta para casa, depois de um dia de muitas mortes??? Será que uma coisa dessas consegue ter algum gesto que não seja a brutalidade da morte gerada rotineiramente e tão desnecessariamente??? Eles são despresíveis, mas lamento muito mais ainda, imaginar que existem mulheres que olham para coisas feito esses homens malditos...
Desculpas por isso tudo que digo aqui em teu espaço, mas não posso olhar para a carinha maravilhosa dessas foquinhas, sem chorar pelas cenas terríveis que esses cretinos nos fazem engolir à força, como se essas focas fossem patrimônio e propriedade canadense... Tal qual ocorre com as baleias, golfinhos, tubarões e outros tantas, que por circularem livremente e repousarem em terras onde o limite imaginário pode ser entendido como a propriedade que dá então o direito de decidirem pela morte e estipulam o número dos que deverão morrer... Para isso não tenho palavras e o máximo que poderei fazer, é reservar todos os meus piores palavrões e desejar que essas pessoas sejam acometidas e muito rapidamente por alguma doença que as faça fugir de perto das focas e de todos os animais que tão cruelmente sofrem com a ignorância e ganância humana...
É triste demais e sinceramente nem imagino o que possa ser feito de fato, pois bem sabemos que todas as listas do mundo, com o número máximo de assinaturas, não fará ninguém parar de matar, pois essa é uma prática que infelizmente, dá muito prazer ao homem...

Beijinhos e desculpas...
ò,ó

Fátima Silva disse...

lâmina d'Água.
Sim, de facto existe uma grande dose de anormalidade em tudo isto. Quando o homem opta por tal violência endoideceu, adoeceu mentalmente e ninguém o trata, porque existem centenas senão milhares iguais a ele, posicionando-os num estádio de normalidade anormal.
O homem é uma espécie que possui uma capacidade enorme de adaptação a situações limite, o que é preocupante. Por isso digo muitas vezes que é preciso educar a emoção, a sensibilidade para que o coração não endureça.
Beijinhos e não peças desculpa pelo teu comentário. Estava muito emotivo e sentido que é sinal da tua alma gigante.

Desambientado disse...

Apoiado a 100%.

É de relance e sabes porquê.

Hugo disse...

Obrigado Fátima.
Acho que quanto mais energia pusermos nesta luta mais hipótese temos de a vencer.

bjs

Paulo J. Ribeiro disse...

O que é preciso é a mensagem chegar ao sítio certo. E isso...

Fátima Silva disse...

Desambientado.
Obrigado por aqui ter passado.

Fátima Silva disse...

Hugo.
Estou convicta que serão precisos muitos posts... muitas petições... mais gente envolvida... mais energias concentradas para que se produzam impactos. Mas entre a indiferença e um pequeno esforço, fica esta humilde contribuição.

Fátima Silva disse...

Paulo tens toda a razão. As tuas palavras provocaram-me uma sensação de amarga impotência. Embora já me tivesse passado pela cabeça o que comentaste. Mas, como referi no post anterior, entre a indiferença e fazer uma ninharia... optei pela 2ª hipótese. Também sempre se podem assinar petições, por exemplo o blog "In Mente" disponibilizou uma para ser assinada e remetida ao governo Canadiano.
Sempre se pode fazer algo! Sou assim! Obrigada por cá teres vindo.

Cidalia disse...

E os gatinhos/ cachorrinhos que matam a nascença? E o matar por matar um simples caracol que às vezes nem tá a fazer mal algum?
Acho que a máxima "Não faças aos outros aquilo que não queres que faça a ti" também deve ser visto sob o prisma dos animais, mesmo aqueles insignificantes.

Fátima Silva disse...

Cidália.
É mesmo isso que se pretende... despertar cada vez mais as pessoas para a sua essência. Fazê-las recordar que são mais que simples animais racionais. Possuem algo de incomensuravelmente grandioso e devem evoluir para descobrirem qual o seu papel, que não é concerteza o do desrespeito pela vida.
Muito obrigada poe essa achega bastante pertinente, como sempre.

Fátima disse...

Vc me deixou sem palavras........vc disse tudo.....e as imagens enchem meus plhos de lagrimas.....até quando Fátima, até quando vamos ver isso acontecer??????????
Ando deprimida, me sentido impotente e pequena diante de tantas barbaridas cometidas diariamente contra os animais. Acabei de saber no seu post que estão atirando em cães abadonados ........meu Deus onde vamos parar?
Vou fazer um link pra seu blog lá no MUNDO ANIMAL .

Caiê disse...

Assinei a petição há muitas semanas. Mas sou muito céptica em relação a tudo isso. Um governo que não se preocupa com pessoas, jamais se preocupará com animais.

Jorge Moreira disse...

Olá Querida Amiga,
Que bom haver pessoas como tu sensíveis ao sofrimento que o homem, pela sua ganância e maldade, provoca aos nossos irmãos mais novos!
Beijinhos e bem hajas.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Passei aqui apenas para comentar que no ano passado, escrevi para a embaixada canadense e fui bastante dura nas minhas colocações e eles responderam a todas as cartas que eu enviei e não foram poucas. Escrevi sem assinatura alguma de mais ninguém e penso que o governo canadense - como todo governo - é estúpido também, mas trata-se de um país desenvolvido financeiramente, ao menos (já não se pode dizer o mesmo se olhar nas atitudes...) e de todo, buscam manter-se politicamente corretos... Será que as cartas de repúdio à caça, chega ao local certo??? Não se pode apenas lutar pela defesa dos animais, pois isso comprovadamente pouco ou nada vale para quem compara o número de mortes com os dólares alcançados e comercilaizados... Esse gancho já está gasto e eles defendem a caça, jogando com o problema social dos caçadores... Penso que a estratégia deveria ser outra...

Beijinhos!!!

FSilva disse...

Vem nas notícias do Jornal Público, a tomada de posição de vários países, ao promoverem um boicote à aquisição de peles ao Canadá.Espero que este movimento cresça.

Bjs

PS. http//publico.clix.pt/shownews.asp?id=1252305&idCanal=96

Era uma vez um Girassol disse...

Fátima,venho agradecer a visita ao meu blog! Tens um blog cujo nome não engana, em que o ambiente é rei! Ensina-nos, informa-nos, comove-nos. É confrangedor ver cometer tal barbaridade às pequeninas focas...Horror!
Voltarei para acompanhar a vossa luta!
Bjs

Fátima Silva disse...

fatima.
Fico triste com a impotência de todas estas lutas, no entanto optei por mesmo assim atirar as palavras ao ar e as petições a vento, pois pode ser que alguém as agarre. É muita a miséria de espírito que anda espalhada, mas também há muita genta valorosa, que corajosamente tem ganho muitas batalhas. Por estes últimos vale bem a pena o esforço.
Beijinhos

Fátima Silva disse...

caiê.
Respondo para ti como respondi à fátima. Se não fizermos nada é bem pior. Tudo vale a pena... os pequenos gestos são preciosos por que carregados de grande energia que pode sensibilizar e modificar algumas mentalidades ainda um pouco obscurecidas. Muito obrigada pela tua visita e volta sempre.

Fátima Silva disse...

Amigo Jorge.
Que não nos faltem as palavras para podermos surpreender sempre a nossa capacidade de influência sobre os outros, sobretudo em atitudes que comprometem a própria identidade humana como estas.
Beijinhos

Fátima Silva disse...

Lâmina D'Água.
És uma lutadora, uma bem fazeja e tens o coração plantado nas palavras que produzes e a alma ferrada de tantas desilusões. Que se lute e se escreva, a persistência costuma a ser a melhor arma para que os objectivos sejam alcançados.
Beijinhos

Fátima Silva disse...

fsilva.
É sinal que existe muita gente atenta às atrocidades que se cometem. Que hajam muitas lutas e muitas conversas, para que fira as susceptibilidades de uqem anda a fazer ouvidos de mercador.
Obrigada pela dica. Beijinhos

Fátima Silva disse...

girassol.
Este espaço é de todas as lutas belas e horrendas, mas sobretudo de reflexão aprendendo a conhecer onde estamos para sabermos o que somos. Beijinhos e obrigada pela simpática visitinha.

Ambientalista disse...

Fico triste e revoltada quando vejo a verdade por detrás de uma casaco, de uma mala, de uma pulseira...
Fiquei ainda mais revoltada ao saber que abatem a sangue frio os cães abandonados na ilha Graciosa!
Onde vamos parar?

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Estava despencando de sono e já pelas tabelas, mas ainda tive alguma condição para postar em respeito às foquinhas e em respeito aos que lutam para que a falta de atitudes corretas, como a do governo canadense em favor da morte de milhares de bebes focas, deixem de acontecer. Postei pensando especialmente em ti e no Hugo, mas como o sono era grande, esqueci de colocar o link de voces dois... Desculpas!!! Tentei refazer hoje bem cedinho, mas já havia comentários e pensei que o que vale mesmo nesse caso, é a defesa das foquinhas e a minha intenção e então estou aqui para agradecer o que tu e Hugo fazem por mim e por todos nós, em suas constantes campanhas de alerta e preservação sobre o meio ambiente e a vida de modo geral!!! Obrigada de coração!!!
Beijinhos!!!

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Fatima...

Recebi a visita do pessoal do Raminho da Terceira e deixei lá uma resposta para o comentário que me foi feito e que eu adorei e tentei depois, entrar no endereço e me aparece como não existente...
Tu podes dar uma olhadinha no endereço do blog que está lá descrito, noscomentários do meu último post, para ver se não houve algum erro???
Prometi que meu próximo blog será em homenagem as crianças do Raminho da Terceira e lamento não estar com minhas coisas para fazer algo divertido para eles, mas vou tentar mesmo assim, Por hora deixarei as foquinhas brincando em minha tela e depois farei o post para as outras crinças, dessas tuas terras!!!

Beijinhos querida!!!

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Coloquei teu link no post...
Beijinhos!!!

Ruth Iara disse...

Querida Fátima!

Não me resta nada a fazer senão lincar este post tão lindo e participar junto com outras pessoas queridas como você desta campanha. Até o mesmo o www.terra.com.br noticiou. O mundo precisa protestar contra esta brutalidade contra as focas, animais tão dóceis e gentis.

Beijos!

Anónimo disse...

O seu blog é muito intressante, porque os cadadianos deven deixar as focas viver.

Caiê disse...

A mim, disseram-me que faz parte da cultura ancestral dos inuits (povo a que, em Portugal, vulgarmente, chamamos esquimós) e que é mesmo essencial para a sua sobrevivência.
Contra isto vejo-me quase desarmada.
Disse-lhes que bem podiam, então, matar as bichinhas menos cruelmente e mais rapidamente, de forma indolor...
Contra questões culturais é sempre difícil argumentar. :(

Fátima Silva disse...

ambientalista.
os nossos olhos a cada dia que passam ficam manchados com tanta crueldade e malvadez. Gostaria de saber o que está por detrás de tanta falta de sensibilidade e de respeito pela vida. Penso que o homem é uma espécie um pedaço psicótica, não avalia a extensão dos actos que pratica, penso eu.
Obrigada por te teres associado a este triste lamento.

Fátima Silva disse...

lâmina d'água.
Já estive no teu blog e adorei a tua sempre marcada presença de humanidade e amor pela vida. Agradeço imenso teres referido este espaço na luta que ocorre contra a caça às focas.
Bem há pouco li o último comentário que fizeste no teu blog sobre toda esta situação e arrepiei-me. Sim ficamos desarmados quando confrontados com as evidências e sobretudo pela insaniedade mental que assalta tão vis criaturas que não se refreiam perante a beleza e a inocência. Muito triste, muito desastroso.
Os meninos do Raminho estão também tristes e ficaram deveras impressionados. Penso que dali vão ser homens e mulheres que irão cuidar melhor do seu espaço ambiental. Valha-nos isso!
Já reparei que conseguiste aceder ao blog da professora deles, pois lá vi uns beijinhos que deixaste.
Beijinhos para ti e obrigada por tudo.

Fátima Silva disse...

ruth iara.
Obrigada pela tua vinda e atenção a este espaço que é de todos nós. Juntos sentimo-nos mais apoiados e faremos de certeza a diferença. Pelo menos incomodamos o mundo que nos rodeia e proporcionamos mais força a esta luta. Obrigada por teres colocado o meu link no teu espaço.
Beijinhos

Fátima Silva disse...

anónimo tens razão. Se todos refilarmos e elevarmos a voz pode ser que os seus ouvidos gananciosos fiquem incomodados. Obrigada pela participação.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Fatima...

Já estou com as fotos e o texto para o post de teus meninos e vou esperar um tempinho para que o post da foquinha fique por mais um tempinho no ar e em seguida colocarei o que prometi a eles. Também sou adepta da tua opinião de que precisamos educar e mostrar novos caminhos, atentando para o respeito para o meio e eu preparei um desafio a eles, que poderão dapois de passado o post, me escrevendo para o endereço, se assim o desejarem e eu me comprometerei em responder a todos. No entanto, sempre poderão me escrever diretamente para o que for postado em qualquer data ou por qualquer motivação. Será um enorme prazer para mim, tê-los por perto!!!

Beijinhos a ti e muito obrigada pelo que eles me proporcionaram hoje!!! Foi divertido e estimulante!!!
ò,ó

Fátima Silva disse...

caiê.
Uma questão cultural é tudo aquilo que é realizado sistematicamente pelo homem durante gerações, anos a fio.
Agora um caso:
Certas tribos tinham por costume sacrificar moças na flor da idade em montes ou ilhas sagradas para apaziguar a fúria dos deuses. Esse procedimento foi passando de geração em geração, fazia parte da sua cultura. Achas legítimo esse procedimento?
Como este exemplo existem centenas.
O que eles querem é justificar, quanto a mim, o injustificável. Possuem uma frota pesqueira muito grande e querem à força salvaguardar a pesca. Como as focas comem-lhes os peixinhos morrem e como a pele é muito fofa mais um motivo para morrerem e, ainda, há escoamento de peles para outros paises, permitindo a angariação de capital, razão mais suficiente para serem caçadas, por aí fora.
muito obrigada por cá teres vindo colocar a tua opinião.

Ambientalista disse...

Cara Fátima
Em relação ao abate de cães vadios na Graciosa, parece que a atitude da Câmara foi uma "repisa" para o Governo Regional. Parece que o município pede um veterinário para a ilha há já algum tempo e promete que, enquanto não houver veterinário, o abate irá ocorrer ao desbarato! Que dicotomia!

Ofeliazinha disse...

Eipá que este foi forte. Imagens duras estão aqui, sei que é bom lembrar as pessoas mas isto doeu. Bom fim de semana.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Tenho minha visão piorada a cada dia e vou me submeter a um implante em breve, com o objetivo de abandonar minha visão impressionista do mundo...

No entanto acabo de ler nesse teu post, sobre a condenação à morte, de cães vadios... Ora, deveriam fazer o mesmo procedimento para os milhares de homens/mulheres vadios que rondam pela face da terra!!! Seria mesmo uma limpeza e tanto!!! Talvez os próprios cães vadios possam se rebelar e começar o extermínio em massa, pois afinal há mesmo muitos homens/pessoas, que só ocupam espaço e geram excessivo lixo!!!

Beijinos!!!

Armando disse...

Fatima!!Lamento não ter mais palavras para escrever aqui...pois acabo de "despejar" grande parte da minha raiva no Blog da Lamina Dàgua, contudo no minimo quero dizer-te que este post tal como o dela me emocionaram...quero dizer-te que te felicito por dares a conhecer este caso, e tantos outros monstruosos que se passam no mundo e felicito-te tambem por algo que eu acho importante....por muito que dôa dar a conhecer estes casos aos mais novos pois eles serão os "comandantes" do planeta amanhã e não vão deixar que estas monstruosidades se repitam....!!(Oxalá!!)Bem Hajas!!!

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Desculpas meter minha colher na panelinha alheia, mas a respeito do que falou a Caiê, da relação das mortes das focas, com o povos Inuits ou descendentes deles, quem mais poderia falar aqui, é o Nuno, do Janelas da Alma, mas anda às voltas com a biologia humana (tadinho!!!), mas de todo, passei alguns meses no Canadá e cruzei o país de um lado a outro e conheço a Nova Escócia e até onde sei, quem mata as focas hoje, no estuário do São Gonçalo, são pessoas em busca de dinheiro fácil às custas do sofrimento de seres vivos e sem custo algum, além do muito sangue que derramam para encherem às burras!!! Governo do mundo algum, importa-se verdadeiramente com seus povos indígenas sendo eles de onde forem e tanto que por todos os lugares, sempre foram massacrados e tanto quanto são as foquinhas. O problema cultural alí, é contado em dólares e eu só queria mesmo saber quem são os compradores desseas peles...

Os Inuits matam focas para a sobrevivência e não são de modo algum responsáveis por essas mortes e de longe aqueles bandidos, possuem traços aborígenes. São bem branquinhos mesmo e bem se vergonhas!!! Não tem nada de cultura e sabemos disso pelo empenho do governo em continuar com a prática que, se por ventura fosse de ordem indígenas, já teriam dado cabo é dos próprios índios!!! Matança dessas é coisa de brancos!!! Indígenas não são idiotas a esse ponto e de todo, acho que quem melhor poderá nos orietar a esse respeito e que sei que embora sendo um cidadão canadiano, é totalmente contra, é o querido Nuno. Até lá, digo que conheci muito bem a Nova Escócia e de pobre lá, nada há!!!

Fátima Silva disse...

ambientalista.
Pois sobre o abate dos cães na Graciosa eu li a notícia hoje no jornal local "O Diário Insular", em que referem que precisam urgentemente de um veterinário para poderem abrir o canil municipal, contratado pelo governo regional, pois as verbas do município são escassas. Felizmente a associação de defesa dos animais está à alerta e tem em preparação uma providência cautelar. Uma celeuma que pode ser venha a ser resolvida com alguma calma de todas as partes envolvidas.
Mas uma questão fica escondida... de quem são esses animais? Eles todos têm dono de certeza. Voltamos à velha história do abandono dos animais, um caso de consciência que revela grande falta de respeito e civismo.
Obrigada por nos teres alertado para essa questão.

Fátima Silva disse...

ofeliazinha.
Acredita que tem-me provocado muita tristeza este assunto, principalmente por perceber que é um problema mais profundo do que se possa pensar. Tem de doer... e o homem tem de se horrorizar para aprender a se civilizar. Bom fim-de-semana para ti também.

Fátima Silva disse...

lâmina d'água.
Nem imaginas como tens razão. Às vezes pensamos que é um problema apenas de alguns, mas são muitos os doentes.
Vou-te confidenciar algo. Foi hoje, foi mesmo hoje que me deparei com uma situação que me provocou arrepios.
Encontrei-me com alguém que fala de forma tão apelativa para os valores ambientais e me mostra felicíssima duas peças de pele genuina que lhe tinham oferecido. Ainda lhe perguntei: "de pele, pobres animais", mas ela andou e pronto. Bom ponto final, fiquei... apenas fiquei... palavras mais para quê.
Agradeço por teres usado este espaço para responderes de forma belíssima a caiê, pois somos possivelmente muito ingénuos e magicamos boa vontade onde ela não existe.
Foste excelente lãmina d'água como sempre´. Os teus comentários enriquecem-nos e humanizam-nos a todos. Muito obrigada.
Beijinhos e um óptimo fim-de-semana para ti.

Fátima Silva disse...

armando.
Bem-vindo a esta luta e a este espaço que anda um bocado cinzento, pois são imensos os sentimentos de desalento que por aqui têm veiculado. Por vezes sentimo-nos um pouco como se estivessemos à deriva.
O meu blog ou o de qualquer, desde que sejam marcadas as nossas convicções é o que interessa.
Participe sempre e bom fim-de-semana.

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Fátima...

Já postei para tuas crianças e recisei faze-lo hoje, pois vou viajar amanhã e não terei como postar depois. Avise teus pequenos!!!

Beijinhos de bom final de semana!!!
ò,ó

Fátima Silva disse...

lâmina d'água.
Só vou estar com eles 2ª feira, mas podes crer que vai ser uma festa.
Ainda não fui ao cantinho, mas pressinto algo de espantoso.
Beijinhos e já vou aí.
Bom fim-de-semana para ti e óptima viagem.

Jorge Moreira disse...

Querida Amiga,
Obrigada pelas maravilhosas e carinhosas palavras que sempre me envias.

Quanto ao post ou imagem do Clube os Curiosos, podes à vontade.
Beijinhos e bom fim de semana,

Fátima Silva disse...

Muito obrigada Jorge.
Beijinhos.

soslayo disse...

Fátima Silva, e parece-me que ninguém estanca os maus instintos daquela gente... Infelizmente. Um Beijinho

Fátima Silva disse...

Soslayo também penso o mesmo. As emoções andam em déficit por muitos lados.

Ambientalista disse...

Mais uma verdade, nua e crua, é que, mesmo nos canis municipais, após um determinado tempo de "residência", os cães são abatidos sob o argumento de "despesas suplementares" e "limitação de espaço". Creio que o abate a "sangue frio" acontece sempre. O que nem sempre acontece é a comunicação social alertar o facto!
Por favor, um apelo para todos: Se não têm condições para ter um animal, não o tenha. Quando abandona um cão, não se desculpe lembrando-se a todo o momento que apenas lhe devolveu a liberdade. Este cão irá ser atropelado ou recolhido pela Câmara Municipal onde vai ser alimentado a criolina, num cubículo de 1 m2, durante um ano, até se sentar no corredor da morte. Aproveite e visite o canil municipal mais próximo e veja se tem compaixão...

Fátima Silva disse...

ambientalista.
É uma belíssima mensagem que encerra uma verdade indiscutível. Concordo plenamente com ela. Melhor do que remediar é evitar.

Angel disse...

Pura crueldade.

Fátima Silva disse...

angel.
Tens razão. O homem consegue ser muito cruel,insensato e bastante egoista.
Agradeço de coração a tua simpática visita.

Anónimo disse...

Excellent, love it! » » »

Anónimo disse...

Best regards from NY! Klonopin militants Hotel blanchardstown viagra rezeptfrei Fitness physical picture How to identify viagra viagra men Teen anal hardcore pic web page music templates http://www.lcdprojectors4.info/Reconditioned_cad_plotters.html New 2005 nissan xterra Marketing letter pay per click http://www.erectile-dysfunction-aids.info/lisinoprilversusviagra.html effect of viagra and sporanox http://www.viagra-cheap-9.info/best-price-viagra.html French pornstars pictures Online drugs cialis viagra minuteviagra.com